A primeira secretária de Mulheres da Bahia é empossada

A primeira secretária de Mulheres da Bahia é empossada A secretária Vera Lúcia Barbosa tomou posse na última sexta-feira (20/5). Dirigente nacional do MST e coordenadora geral do acampamento de mulheres trabalhadoras rurais da Bahia, a secretária da pasta recém criada, fez um discurso emocionado onde se comprometeu a trabalhar pela ampliação da assistência à saúde da mulher, pelo fim da violência doméstica, do analfabetismo no campo e na cidade e combater toda opressão fruto do machismo, da lesmofobia e transfobia na sociedade.

“A caminhada ainda que antiga está apenas no começo. Amargamos a triste realidade de que a cada 5 minutos uma mulher morre vítima da violência no Brasil e ainda enfrentamos em nosso país a opinião de que a violência contra as mulheres é uma fator cultural. Frente a isso, nós da SPM Bahia afirmamos que nosso compromisso é com a continuidade da batalha para que a Bahia deixe o terceiro para um dos últimos lugares entre os estados no triste ranking da violência contra as mulheres”, disse a nova secretária, em um ato marcado pelo simbolismo. Lucinha, como é chamada pelos colegas de militância, arrancou aplausos do público presente quando, durante a cerimônia, deu de mamar para sua filha recém nascida.

Primeira senadora da Bahia, Lídice da Mata também acompanhou a cerimônia e destacou a importância de uma trabalhadora do campo assumir a Secretaria de Políticas para Mulheres da Bahia, estado com a maior população rural do Brasil. A senadora afirmou ainda que a iniciativa de implantar a nova pasta não é para criar novos cargos ou guetos, mas “para que as mulheres possam abrir os braços e as mentes da sociedade para o entendimento de que nossas questões são as questões da sociedade, mas que ainda estamos invisíveis nela”, disse Lídice.

Única mulher deputada federal da Bahia, Alice Portugal , que é secretária estadual de Mulheres do PCdoB, saudou a iniciativa do governador Jaques Wagner e ressaltou que a criação da SPM baiana atende uma antiga reivindicação do movimento feminista do estado. “As mulheres são as primeiras a acordar e as últimas a deitar, as que trabalham e têm seu trabalho invisível, as que recebem a dádiva da maternidade, mas são punidas pela sociedade por essa realização, porque recebem salários menores, são maior parte dos pobres e dos analfabetos de todo mundo. Apesar de todos os avanços, somos a maioria da população e a maior parte do eleitorado, mas consideradas minorias.

Alice lembrou ainda a luta de diversas feministas que pavimentaram um caminho da luta pela equidade de gênero, a exemplo de Loreta Valadares, Ana Montenegro, Luíza Mahin, Lélia Gonzalez entre tantas outras.

A nova secretária recebeu ainda os cumprimentos da ministra das Mulheres, Iriny Lopes, que justificou sua ausência em função de uma convocação extraordinária da presidenta Dilma Roussef. Apesar do contratempo, Iriny enviou uma mensagem parabenizando o governador Wagner por fomentar a criação da SPM e afirmando ser “uma escolha justa e acertada a da companheira Vera Lúcia Barbosa para chefiar este importante organismo que repercutirá positivamente na vida das mulheres baianas”. Na mensagem lida pela secretária de Planejamento da Secretaria de Política para Mulheres, Renata Rossi, Iriny Lopes propõe ainda uma agenda conjunta para fortalecer as ações de enfrentamento à violência e que gerem a autonomia econômica, social, cultural e política para as mulheres.

Diversas líderes femininas também acompanharam a posse. A primeira dama do estado, Fátima Mendonça, representou o governador Jaques Wagner e declamou um poema de Castro Alves para homenagear Lucinha. A secretária da Casa Civil do Estado, Eva Schiavon, as deputadas estaduais Luiza Maia e Fátima Nunes, a vereadora de Salvador, Olívia Santana, a prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, Ana Alice Alcântara, do Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre Mulher da UFBA (Neim), Danielle Costa da União Brasileira de Mulheres (UBM), além da cantora Margareth Meneses e inúmeras lideranças femininas também prestigiaram o evento.

Fonte

Anúncios

Sobre nemge

O NEMGE é órgão da Pró-Reitoria de Pesquisa da Universidade de São Paulo. Visa aprofundar, através de pesquisa empírica e estudos teóricos, as articulações entre gênero, etnia e classe social, especialmente no Brasil e na América Latina.
Esse post foi publicado em Feminismo, Notícias, Política e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s